domingo, 15 de outubro de 2017

Águia-d'asa-redonda / Commom Buzzard (Buteo buteo) no Parque Natural de Sintra-Cascais.


Na encosta da Serra de Sintra que fica na zona da Malveira da Serra, observei pelo menos sete indivíduos de Águia-d'asa-redonda (Buteo buteo) a sobrevoar o local todos muito próximos uns dos outros, nesta manhã deu para ver que nesta fase da passagem migratória pelo menos dez indivíduos, já em anos anteriores tenho reparado que o número de indivíduos aumenta durante o Inverno em relação à época de reprodução.
Nesta fotografia podemos observar quatro indivíduos a sobrevoar o local muito próximos uns dos outros,

Praia da Cresmina - Cascais

Este local do concelho de Cascais a Praia da Cresmina, é muito interessante para observar a evolução do ambiente geológico onde temos rochas sedimentares do Cretácico inferior com mais ou menos 100 milhões.(Carta Geológica de Cascais - 34-C)
Mais informação sobre a Praia da Cresmina : http://www.cm-cascais.pt/equipamento/praia-da-cresmina

Gaio / Eurasian Jay (Garrulus glandiarius) no Parque Natural de Sintra-Cascais

Na zona da Malveira da Serra numa das minhas observações ao Sábado da parte da manhã observei este Gaio (Garrulus glandiarius) pousado num Sobreiro e a determinada altura, fez o canto caraterístico lançou-se para a vegetação e depões regressou ao mesmo local para comer o que apanhou, não consegui ver o que era, mas soube bem porque estava satisfeito, até me deixou fazer um pequeno video.

Gaio / Eurasian Jay (Garrulus glandiarius) no Parque Natural de Sintra-Cascais

sábado, 14 de outubro de 2017

Pôr-do-sol na Costa da Guia.

É sempre um prazer poder observar o pôr-do-sol na costa da Guia.

Bico-grossudo / Hawfinch (Coccothraustes coccothraustes) no Parque Natural de Sintra-Cascais

Foi a primeira vez que observei esta espécie Bico-grossudo (Coccothraustes coccothraustes), e foi na zona da Malveira numa local onde abundam Cedros.
As fotografias não ficaram focadas, mas dá para ver o essencial, apareceu e pousou num ramo mas quando me viu, voou para mais longe não o consegui observar mais, pelo menos fiquei a saber um local onde o posso procurar, porque até agora tenho procurado esta espécie em locais onde o habitat é mais propício ao seu aparecimento mas não tenho tido sorte em o observar.
Mais informação sobre esta espécie aqui:http://www.avesdeportugal.info/coccoc.html

domingo, 8 de outubro de 2017

Alcatraz-do-norte / Northern Gannet (Morus bassanus) junto à Praia da Arriba.



Este indivíduo primeiro Inverno de Alcatraz-do-norte (Morus bassanus) passou mesmo junto à arriba da praia da Arriba, mergulhando em frente para apanhar algum peixe, foi interessante de observar o seu voo até mergulhar.

sábado, 7 de outubro de 2017

Pilrito-das-praias / Sanderling (Calidris alba) na Praia do Tamariz



Nesta fase do ano é comum observar esta graciosa espécie Pilrito-das-praias (Calidris alba), sempre muito ativa na procura de alimento junto à rebentação das ondas.
É uma espécie invernante que podemos observar em pequenos números ou pequenos bandos nas praias ou na costa rochosa.
Em anos anteriores tenho observado o Pilrito-das-praias (Calidris alba ) neste local, como se pode ver nesta mensagem: https://birdingcascais.blogspot.pt/2014/01/pilrito-escuro-purple-sandpiper.html
Mais informação sobre esta espécie aqui: http://www.avesdeportugal.info/calalb.html


quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Borrelho-grande-de-coleira / Comom Ringed Plover ( Charadrius hiaticula ) na Praia do Tamariz Estoril.

No último fim de semana passei pela Praia do Tamariz e deu para observar este bonito Borrelho-grande-de-coleira (Charadrius hiaticula) a alimentar-se junto à rebentação das ondas, sempre muito atento ao que se passa em seu redor, por vezes olhando em direção do céu para ver se vem algum predador.
Esta espécie invernante aparecendo a sua grande maioria em solitário ou em pequenos números nesta zona ou ao longo da costa.
Nesta mensagem de Janeiro de 2013 podemos observar a espécie no mesmo local:
http://birdingcascais.blogspot.pt/2013/01/borrelho-grande-de-coleira-comom-ringed.html
No Cabo Raso também podemos observar esta espécie :
http://birdingcascais.blogspot.pt/2014/09/observacao-de-aves-marinhas-na-sua.html
Mais informação sobre esta bonita ave limícola aqui: http://www.avesdeportugal.info/chahia.html

Borrelho-grande-de-coleira ( Charadrius hiaticula ) na Praia do Tamariz - Estoril

domingo, 24 de setembro de 2017

Arctic Sea Ice from March to September 2017



A cada ano que passa o Ártico tem menos gelo, mas o consumo desenfreado continua...

Carriça / Eurasian Wren (Troglodytes troglodytes) na encosta Sul da Serra de Sintra.



A Carriça (Troglodytes troglodytes) é uma das mais pequena aves que podemos encontrar um pouco por todo o território de Cascais, desde um jardim no centro até à encosta Sul da Serra de Sintra que foi onde tive a sorte de poder fazer este pequeno video, que me deixou muito satisfeito, pois é muito difícil de observar, é mais fácil de ouvir o seu bonito canto, mas sempre escondida por entre a vegetação. Desta vez este indivíduo veio na minha direção o que foi um momento fantástico, são estes pequenos momentos que me fazem pensar que a vida é grandiosa.

Galheta / European Shag (Phalacrocorax aristotelis) na Costa de Cascais.

Nesta fase do ano na sua dispersão pós-nupical é comum observar vários indivíduos de Galheta (Phalacrocorax aristotelis) pousados nesta  rocha a descansar principalmente no final da tarde.
Em anos anteriores por esta altura também já observei vários indivíduos de Galheta (Phalacrocorax aristotelis),como se pode ver nesta mensagem
https://birdingcascais.blogspot.pt/2013/09/galheta-european-shag-phalacrocorax.html
Mais informação sobre esta espécie aqui: http://www.avesdeportugal.info/phaari.html

Galheta / European Shag (Phalacrocorax aristotelis) na Costa de Cascais.




Papa-moscas-preto / Eurasian Pied Flycatcher (Fidecula hipoleuca) no Bairro do Rosário.

Esta pequena ave Papa-moscas-preto (Fidecula hipoleuca) que nos visita na sua passagem migratória é muito interessante observar o seu comportamento. Este estava pousado num fio muito próximo de uma figueira que está num pequeno jardim de uma moradia, e quando aparecia um insecto a voar, ele sai do seu pouso apanha o inseto e vem outra vez para o mesmo local, sempre muito ativo e atento ao que se passa em seu redor.
Mais informações sobre esta espécie aqui: http://www.avesdeportugal.info/fichyp.html

sábado, 16 de setembro de 2017

A Geneta / Commom Genet (Genetta genetta) no Parque Natural de Sintra-Cascais.

Estas fotografias foram tiradas do Caderno de Campo do Dr. Félix Rodrígues de la Fuente da edição portuguesa Artel, SL.
A Geneta (Genetta genetta) é um mamífero muito bonito e muito difícil de observar pelo menos durante o dia, e eu nas minhas caminhadas já tive o privilegio de a observar a descer de um Sobreiro (Quercus suber), mas foi tão rápido que não deu tempo de tirar fotografias.
A última fotografia foi tirada na encosta Sul da Serra de Sintra, onde podemos ver penso que um excremento desta espécie que após uma pequena pesquisa no caderno de campo da série o Homem e a Terra do Dr. Felix Rodrígues de la Fuente, que é uma das minhas séries favorita sobre a biodiversidade da Península Ibérica, quem tiver curiosidade pode ver aqui o programa dedicado à Geneta (Genetta genetta) https://www.youtube.com/watch?v=Rz6f76ORbtc
Mais informações aqui no site da Naturlink: 


Libélula Sympetrum fonscolombii na Costa de Cascais.

As Libélulas sempre me chamaram a atenção pela sua beleza e por os seus movimentos, sendo muito ativas na procura de alimento.
Esta espécie que me parece Sympetrum fonscolombii macho e fêmea.

sábado, 9 de setembro de 2017

Poupa / Eurasian Hoopoe (Upupa epops) no Pinhal dos Rotários - Bairro Rosário.

São estas experiências que me dão um prazer enorme, a natureza é mesmo fabulosa, no entanto ainda existem muitos seres humanos que preferem destruí-la para satisfazer o consumo desenfreado que vemos todos os dias, basta só sair de casa para nos surpreendermos pela negativa, mas enfim.
Na sua passagem migratória a Poupa (Upupa epops) passa pelo centro de Cascais, assim como também nidifica na zona do Campo de Golfe da Quinta da Marinha como podemos ver nesta mensagem de Abril de 2015: https://birdingcascais.blogspot.pt/2015/04/birdwatching-no-campo-de-golfe-do.html
No último Atlas das Aves Nidificantes de Portugal - Assírio & Alvim , aparece como nidificação possível no concelho de Cascais.
Mais informação sobre esta espécie aqui: http://www.avesdeportugal.info/upuepo.html



Poupa / Eurasian Hoopoe (Upupa epops) no Pinhal dos Rotários - Bairro Rosário.



Por vezes somos surpreendidos quase à porta de casa pela natureza, desta vez foi por uma Poupa (Upupa epops) no Pinhal dos Rotários - Bairro do Rosário. Ontem no final do dia no mesmo local observei um indivíduo, muito provável é o mesmo que hoje procurava alimento no relvado.


sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Equisetum telmateia no Parque Natural de Sintra-Cascais.

Nos últimos tempos tenho observado com mais atenção a flora do concelho de Cascais e em especial da Serra de Sintra. Numa das minhas caminhadas descobri esta planta Equisetum telmateia junto da Ribeira das Vinhas.
Mais informação aqui : http://flora-on.pt/index.php#/0SNqV e a sua ecologia é: "Margens de cursos de água, sob coberto de bosques ripícolas, prados húmidos, bermas de caminhos. Em solos húmidos, geralmente em substratos argilosos e básicos."

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

‘The ocean and us’ - BBC Earth, United Nations Ocean Conference



Devemos pensar em sustentabilidade e desenvolvimento sustentável, em vez de pensar constantemente em consumir, este consumo está a arruinar o planeta terra, nomeadamente o oceano.
Preservar é preciso...

Chasco-cinzento / Northern Wheatear (Oenanthe oenanthe) na Costa da Guia.

Em Setembro esta espécie Chasco-cinzento (Oenanthe oenanthe) passa na sua passagem migratória para Sul neste local, já em anos anteriores observei vários indivíduos também neste mês como se pode ver nesta mensagem:
http://birdingcascais.blogspot.pt/2013/09/chasco-cinzento-northern-wheatear.html
Neste dia observei mais de dez indivíduos num espaço pequeno, sempre muito ativos, mas no dia seguinte já não observei nenhum indivíduo, pelo menos no final do dia.
Mais informação sobre esta espécie aqui: http://www.avesdeportugal.info/oenoen.html


quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Inauguração novo trilho da Ribeira das Vinhas



Uma boa iniciativa pois é um trilho muito interessante que permite ir a pé desde o centro de Cascais até à Serra de Sintra. É um local que que merece uma visita e também o prolongamento do trilho para chegar até à Barragem do Rio da Mula.
Eu já tinha feito um texto sobre este assunto, como se pode ver nesta mensagem de Março de 2014.
https://birdingcascais.blogspot.pt/2014/03/observacao-da-biodiversidade-na-ribeira.html

terça-feira, 5 de setembro de 2017

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

domingo, 3 de setembro de 2017

Gavião (Accipiter nisus) no Parque Natural de Sintra-Cascais.

Depões de este momento que vai sempre permanecer comigo, voltei a passar pelo local mas já não consegui observar nenhum Gavião (Accipiter nisus) no local onde observei estes juvenis, o que quer dizer que já devem ter mais de 63 dias de vida para se tornarem independentes. (Las aves ibéricas de presa)
Neste livro Ana Mª López Baceiro - Las aves ibéricas de presa - Consulta de difusión veterinária. Podemos ver a biologia de reprodução desta espécie.
Este livro é muito interessante é o livro que consulto regularmente, pois tem as aves de rapina da Península Ibérica.

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Juvenil de Gavião (Accipiter nisus) no Parque Natural de Sintra-Cascais.



Mais um pequeno video do outro juvenil do Gavião (Accipiter nisus) pousado num pinheiro.

Reprodução do Gavião (Accipiter nisus) no Parque Natural de Sintra-Cascais.



Este ano depões de algumas horas de procura por um ninho de Gavião (Accipiter nisus) encontrei um local com dois juvenis já fora do ninho, a piar num pinheiro a chamar os progenitores.
Esta descoberta foi um acaso, pois decidi ir à ultima hora por um local onde já tinha observado esta espécie a sobrevoar o local e tive sorte, pois foi a primeira vez que observei juvenis ainda perto do local onde nasceram. O local é inacessível e ainda bem, pois não consegui ver o ninho nem o pinheiro onde o construíram.
Esta espécie não é fácil de observar, por vezes aparece a sobrevoar a Serra de Sintra, e nas minhas observações tenho vários locais onde já o observei, mas raras são as vezes que o vejo pousado.
Foi um momento especial observar duas crias em boas condições, espero que tenham sorte e cheguem a adultos.
No último Atlas das Aves Nidificantes de Portugal - Assírio & Alvim esta espécie aparece como reprodutor confirmado na encosta Norte da Serra de Sintra e como nidificação possível na encosta Sul da Serra de Sintra, por isso confirma a minha experiência com esta espécie que não é fácil de encontrar, talvez não procure nos locais onde ele é residente ou  tenho que fazer mais esforço, neste caso mais horas de observação, mas isso não é fácil pois só vou observar aves aos Sábados da parte da manhã.


sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Juvenis de Açor / Northern Goshawk (Accipiter gentilis) no Parque Natural de Sintra-Cascais.

É com grande satisfação que fico ao ver as duas crias de Açor (Accipiter gentilis) pousadas nos ramos de um pinheiro próximo do local onde nasceram, a última vez que tinha observado crias fora do ninho foi em 2014, e nesse ano saíram três crias do ninho.
Esta espécie como é uma ave florestal, tem cada vez mais dificuldades em arranjar um local tranquilo e com as condições necessárias para nidificar, pois a pressão humana na Serra de Sintra é cada vez maior, quase não existe um local onde não passe um ser humano.
No último Sábado passei pelo local e já não os ouvi nem observei, por isso já devem ter abandonado o local de nidificação.
Neste livro Ana Mª López Baceiro - Las aves ibéricas de presa - Consulta de difusión veterinária. Podemos ver a biologia de reprodução desta espécie.

NOTA: esta espécie está classificada como "Vulnerável segundo o Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal", no entanto no Parque Natural de Sintra Cascais cada vez tem mais pressão humana, as aves de rapina cada vez têm menos espaço para nidificar e apanhar as suas presas para poderem sobreviver.